Dia Internacional da Mulher: que tal cuidar um pouco de você?

Neste Dia Internacional da Mulher, queremos sugerir uma comemoração diferente. O que acha de cuidar de você durante alguns minutos DE VERDADE? A gente sabe da correria da vida moderna, do acúmulo de funções que as mulheres desempenham, da completa falta de tempo das mães com bebês em casa. 

Exatamente por entender o quanto é pesado dar conta de tudo, a gente acredita que este 8 de março, Dia internacional da Mulher, é um ótimo dia para começar a colocar o seu bem-estar no topo da lista de afazeres. 

Mães têm uma coleção quilométrica de tarefas e, normalmente, se colocam no final da fila. Pensando nisso, separamos dicas possíveis para que cuidar de você mesma não seja a última coisa a ser lembrada. Acredite: você merece e isso não tem nada a ver com ser uma mãe egoísta ou desnaturada.

Dia Internacional da Mulher: 5 dicas para se cuidar

1 – COMA BEM


Uma alimentação equilibrada traz energia para o seu corpo e contribui para a sua saúde. De quebra, é um ótimo exemplo de comportamento saudável para os seus filhos. Crianças tendem a imitar os pais, então nada mais eficiente na educação alimentar do que comer bem na companhia de seus pimpolhos. Ao preparar a comida dos seus filhos, lembre-se de separar um tempinho para fazer receitas saudáveis também para você.

2 – MOVIMENTE-SE

Mesmo que, no momento, você não tenha condições ou paciência para frequentar uma academia, é super importante colocar movimento na sua rotina. Aulas de yoga, corridas ou caminhadas ao ar livre, Pilates ou dança… Não importa a modalidade. Ter um momento só seu melhora a disposição, ativa a criatividade, regula o corpo e a mente, funcionando como um merecido momento de autocuidado. 

3 – COLOQUE A SUA SAÚDE NA AGENDA

Felizmente há um movimento cada vez maior de mulheres mostrando que o cuidado pessoal não é egoísmo. Pelo contrário, cuidar bem de si é o primeiro passo para cuidar bem dos outros. Por isso, por mais que a vida esteja corrida, não ignore os sinais de seu corpo. Lembra da máxima ensinada nas viagens de avião, de que primeiro devemos colocar a máscara em nós mesmos para só depois ajudar outros passageiros? Pois é… Ela vale também para o nosso dia a dia. 

Leia também:

Será que a superproteção realmente protege os nossos filhos?

4 – CONECTE-SE COM VOCÊ

O autocuidado envolve muitos aspectos da nossa vida e cabe a cada uma de nós determinar como desejamos incluir cuidados físicos, sociais ou espirituais no nosso dia a dia. Autocuidado não pode ser mais uma obrigação a ser cumprida no piloto- automático. Ele deve ser realmente um momento dedicado ao que faz bem para você. Afinal, é muito comum e às vezes super angustiante a gente se perder na rotina do trabalho, organização da casa, contas, educação das crianças e tantas outras atividades. A única regra aqui deve ser: esse momento é seu e ninguém tasca.

5 – INVISTA NUMA REDE DE APOIO

O conceito é relativamente novo, mas tem ajudado muitas mulheres a se reconectarem com elas mesmas durante os primeiros anos da maternidade. Familiares, amigas e outras mães podem formar uma rede de apoio baseada na solidariedade entre mulheres. Afinal, alguém muito próximo ou que esteja passando pela mesma situação que você, certamente vai ter empatia e poderá apoiá-la. Saiba mais sobre as redes de apoio aqui.

Vale dar uma mão em situações difíceis, conversar um pouco e até cuidar do pimpolho das outras mulheres por algumas horas para que elas tenham um tempo para si. 

Por fim, neste Dia Internacional da Mulher, a gente gostaria de compartilhar com você uma frase da Julie Burton, mãe de 4 filhos com idades entre 12 e 22 anos e autora do livro “A Solução do Autocuidado: O Guia do que uma Mãe Moderna Deve ter para sua Saúde Bem-Estar”: “Seja paciente com você mesmo, mantenha os seus sonhos vivos e cuide de você com o amor e compaixão que você tem pelos outros”. 

Deixe um comentário